sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Pena Capital...Um mal Necessário?

Vamos conversar sobre a Pena Capital ou Pena de Morte nas próximas postagens. Se você quer adiantar o que pensa a respeito por certo ajudará em muito a nossa reflexão. Envie um e-mail com o seu entendimento deste tema. Se você tem um amigo ou amiga que gostaria de comentar sobre o assunto dê-lhe o meu e-mail para que o faça. Grato pela participação.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Para que serve Deus - Philip Yancey

Acabo de ler este livro - editora Mundo Cristão. Comprei pela internet no Site da livraria Folha. Confesso que foi uma compra movida pela curiosidade despertada pelo título. Seria mais um escritor no caminho do Richard Dawkins? Para minha alegria, encontrei uma excelente oprtunidade de leitura à luz da fé. Yancey, escritor e jornalista cristão, escreve sobre dez episódios ocorridos em viagens quando pode refeltir sobre a graça de Deus em nossas vidas. Transcreve várias palestras proferidas por ele pelo mundo afora. Títulos sugestivos como " Onde está Deus quando chega a dor?; A graça, como água que flui para baixo; a graça sob fogo cruzado"; entre tantas outras não menos interessantes. Me chamou a atenção a forma de abordagem deste escritor quando se refere a Igreja espalhada pelo mundo com suas nuances, seus vícios, suas fraquezas e seus erros históricos. Yancey provoca-nos quando nos compara aos então fariseus do tempo de Jesus. Num trabalho jornalístico de grande riqueza conta-nos fatos emocionantes vividos por ele e sua mulher bem como outros que tomou conhecimento. Repercute estes fatos à luz da verdade da graça de Deus no seio da Igreja. Amigos, recomendo a leitura desta obra por sua atualidade e oportunidade histórica.  

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

2010 - O Prazer de Uma Boa Leitura

Entendo não ser nada fácil escolher um bom livro hoje em dia. São tantas as opções que na hora de comprar um livro ficamos cheios de dúvidas. Eu de forma muito paciente, perco algum tempo na internet, nos sites das melhores livrarias lendo as sinopses dos livros numa tentativa de identificar o que pode me agradar e me dar prazer ao ler. Devo confessar que tenho tido sorte. Este ano de 2010, tive a oportunidade de ler 15 livros. Comecei com um livro bomba. Deus, Um Delírio de Richard Dawkins – Cia das Letras. Os poucos amigos que comentei estar lendo Dawkins não gostaram e nem sequer quiseram ouvir sobre o que eu lia. Não perdi a fé e nem me tornei agnóstico. Algumas reflexões dele fazem sentidos outras são típicas de um ateu convicto, mas valeu a leitura.  Na seqüência li algo mais light; Para Ser Grande de Marina Vidigal – Editora Original. Conta histórias de sucesso de vinte empreendedores brasileiros que eu destacaria Washington Olivetto o publicitário – um bom livro, nada excepcional. Em fevereiro ganhei um livro cujo título – Oito Relatos Sobre Viver de Sofia Débora Levy – Editora Relume Dumarã; relatos sobre sobreviventes do holocausto que foram acolhidos no Brasil – não preciso lembrar o quanto é emocionante ouvir as histórias destes homens e mulheres que sobreviveram às atrocidades do Führer. Depois vieram na seqüência livros belíssimos que me deram muito prazer:
Sidarta de Hermann Hesse
Meu Pai Carpinteiro de Kenny Kemp
Uma Breve História do Relacionamento Amoroso de Malcolm Montgomery
O Guardião de Memórias de Kim Edwards
A Menina que Roubava Livros de Markus Zisak
O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafon
A Última Grande Lição – O Sentido da Vida de Mitch Albom
Uma Cabana no Céu de Fouad El-Khoury
Os Catadores de Conchas de Rosamunde Pilcher
Adeus China – O Último Bailarino de Mao de Li Cunxin
E Finalmente Para Que Serve Deus de Philip Yancey. Destes últimos onze livros seria muito difícil destacar algum mas ousaria mencionar dois de modo especial; O livro de Mitch Albom – história real de Morrie Schwartz e seu aluno que emocionou os americanos na década de noventa. O segundo livro que destacaria – Li Cunxin autobiografia do jovem dançarino chinês que hoje vive exilado nos EUA.
Se recomendo algum? Todos!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Nós merecemos!

Está fechada a Equipe Ministerial da Dilma. Serão ao todo 38 ministros. Haja ministério! Os salários de fato são baixos. Lula chegou a afirmar que “são uns heróis” vivendo com esta miséria. Então vamos fazer as contas. Salário oficial de R$ 10.748,43. A princípio pode parecer baixo se levarmos em conta o que investiram para chegar lá, mas tem um, porém; este pequeno salário pode chegar a R$25.000,00 se considerar a participação dos ministros nos conselhos das estatais. Vejamos então o tamanho da festa: Uma folha de pagamento de aproximadamente R$1.850.000,00 sem considerar os apartamentos funcionais e as tantas despesas pagas pelos cofres públicos. Ainda assim, por certo alguns se sentiram infelizes e tentarão conseguir algum “por fora”. Em tempo: Nos últimos dias tramita no congresso projeto de lei para reajustar os salários do deputados, senadores, ministros de estado e presidente da república para nada mais nada menos que R$26.700,00. Agora façam as contas!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Vamos Comemorar o que?

Esta semana tomei conhecimento do livro de certo jornalista que fez um levantamento histórico sobre a corrupção em nosso país. Isso mesmo; jamais na história o Brasil teve um governo tão corrupto! Foram oito anos de mamata e roubalheira em todos os escalões. Muitas é bem verdade invisíveis aos nossos olhos. Ah, mas tivemos muitos avanços! Aí sou obrigado a lembrar um grande filósofo que insiste em lembrar - "uma coisa é uma coisa; outra coisa é outra coisa" - para se ter avanços na administração pública não necessariamente precisamos roubar. A pergunta agora é: Será que teremos fôlego - considerando uma possível reeleição da Dilma para suportar mais oito anos de rapinagem dos cofres públicos?

Mais um na rua...

Fico pensando como fica a cabeça dos juízes brasileiros que se vêem obrigados por força de lei a libertar criminosos contumazes que agridem a sociedade de forma violenta e escancarada. Desde assassinos passionais, passando por políticos e policiais corruptos até traficante de renome, todos têm a oportunidade encontrada na lei de execuções penais que lhes beneficiam sobremaneira. Com muito dinheiro circulando nas mãos dos advogados, não é necessário muito esforço para ver um cliente na rua - seja de forma definitiva ou provisória. Em plena operação do complexo do alemão vimos o próprio Secretário de Segurança se queixando; “não é nada fácil para colocar um traficante na cadeia mas infelizmente eles às vezes são soltos e aí...". Há muito tento entender por que copiamos tanto dos americanos, mas ainda não apareceu um político que apresentasse um projeto de lei para reformar o código de execuções penais brasileiro que está ultrapassado para nossos tempos. Hoje não se respeita mais nem um delegado - no passado era impensável colocar a mão no delegado - era intocável mesmo. Tanto lutou o saudoso Amaral Neto para aprovar a pena de morte no Brasil - hoje com a corrupção correndo solta no congresso brasileiro certamente não terão coragem de levantar esta bandeira, pois poderia sobrar para um deles. Já passou da hora de nós brasileiros que pagamos nossos impostos em dia abrir um berreiro em prol do endurecimento da lei. Não dá mais para se gastar uma fortuna com presos reconhecidamente irrecuperáveis que por conta da incompetência das autoridades comandam o crime de dentro das cadeias de segurança "máxima" federais. Alguém acredita mesmo que os obreiros do bispo Macedo irão recuperar os chefes do crime organizado carioca? Acreditam mesmo que na vadiagem das cadeias brasileiras pode-se resgatar alguém para a sociedade? Acreditam mesmo no "bom comportamento" de alguns presos que chegam a cortar as tornozeleiras eletrônicas e não retornar às cadeias após as festas de fim de ano? Num país onde até o presidente é vítima da fraude contra os aposentados (falsos empréstimos consignados) o que podemos esperar? Quem gritará primeiro? Será que nossos filhos terão que conviver com esta impunidade reinante no Brasil por muito tempo? Hoje podemos afirmar sem medo de errar que com raríssimas exceções o crime compensa. "Fica barato" como dizem alguns. O que falta para que entreguemos à iniciativa privada a administração dos presídios brasileiros para os homens e mulheres que nos agrediram produzam seus próprios sustentos e possamos destinar esta verba para a erradicação da miséria e para os programas de saúde tão precários? Não podemos perder as esperanças - oxalá que neste novo congresso que assume em janeiro haja um filho de Deus capaz de enfrentar esta questão com seriedade.

Poverello de Assis

Oração de são franscisco



Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz !Onde houver ódio, que eu leve o amor, Onde houver ofensa, que eu leve o perdão, Onde houver discórdia, que eu leve a união, Onde houver dúvidas, que eu leve a fé, Onde houver erro, que eu leve a verdade, Onde houver desespero, que eu leve a esperançaOnde houver tristeza, que eu leve a alegria, Onde houver trevas, que eu leve a luz. Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar que ser amado, Pois é dando que se recebe é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a VIDA ETERNA !


Esta oração foi feita após o pedido de clemência do papa Inocêncio III "arrependido" pelas cruzadas e muito enfermo. Francisco, duvidando de seu arrependimento, fora chamado a atenção pelo Pai pedindo piedade ao agonizante. São Francisco atendeu o pedido, admitindo humildemente sua ignorância.

Às vezes nos limitamos a reclamar da vida - vejam um exemplo de superação.

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget