sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Viver é bom e necessário...


Não há como deixar de comentar a tragédia de Santa Maria. A bem da verdade temos uma enxurrada de opiniões em todos os meios de comunicação.  Elas vão desde opiniões de técnicos bem intencionados que de fato contribuem com informações relevantes até o outro extremo – o das redes sociais que pinçam frases de efeito para chamar a atenção. Aqui não vou comentar as opiniões técnicas até porque isso há seu tempo será tratado. Quero me ater a uma frase daquelas pinçadas das redes sociais, a saber: Uma jovem teria postado a seguinte frase – “Bora pra festa que a vida é curta”. Infelizmente esta mesma jovem veio a falecer naquela boate. Muito triste! Não sei qual a motivação de quem destacou esta frase, mas eu quero sim aproveitá-la para refletir com vocês sobre a extensão ou dimensão como queiram da vida humana. Que a nossa passagem aqui é curta, penso que já há muito é consenso. A considerar a grandeza do universo somos de fato pequenos e de vida efêmera. No entanto se considerarmos o projeto de Deus em cada um de nós somos de uma grandeza infinita. Se considerar que pela nossa conduta e opção de vida podemos gravar nossos nomes para posteridade por muitas gerações, podemos afirmar que absolutamente nossas vidas não é demasiadamente curta. Quando por razões diversas dizemos que a vida é curta como forma de justificar nossos atos que comportam algum risco ainda que calculados; de certa forma demostramos a fragilidade humana se manifestando em nós. Pensando melhor acho                 que todas as nossas ansiedades e desejos deveriam se justificar por si mesmos. Se quando somos pequenos queremos logo andar é porque andar é bom e necessário; se já andamos e agora queremos falar igualmente é porque falar é bom e necessário. Assim é em toda a nossa vida e porque não seria com a diversão? Se eu quero me divertir é porque se divertir é bom e necessário, isso independentemente da brevidade da minha vida. Visto dessa forma não ficaremos a todo tempo lembrando que a vida é curta, mas sim que tem a medida certa – medida que na maioria das vezes nós podemos contribuir para aumentar ou diminuir. Se aquela jovem tinha a necessidade de se divertir, nada mais justo que o fizesse naquele momento e naquele lugar – isso era bom e necessário. Não temos dúvidas de que sua vida não deveria ser curta com ela chegou a verbalizar, no entanto estamos certos de que a ganância dos homens impediu que ela seguisse seu caminho. Oxalá que todos respondam por seus atos. Quanto a nós que continuemos a viver intensamente bem porque viver em plenitude é bom e necessário.

Poverello de Assis

Oração de são franscisco



Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz !Onde houver ódio, que eu leve o amor, Onde houver ofensa, que eu leve o perdão, Onde houver discórdia, que eu leve a união, Onde houver dúvidas, que eu leve a fé, Onde houver erro, que eu leve a verdade, Onde houver desespero, que eu leve a esperançaOnde houver tristeza, que eu leve a alegria, Onde houver trevas, que eu leve a luz. Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar que ser amado, Pois é dando que se recebe é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a VIDA ETERNA !


Esta oração foi feita após o pedido de clemência do papa Inocêncio III "arrependido" pelas cruzadas e muito enfermo. Francisco, duvidando de seu arrependimento, fora chamado a atenção pelo Pai pedindo piedade ao agonizante. São Francisco atendeu o pedido, admitindo humildemente sua ignorância.

Às vezes nos limitamos a reclamar da vida - vejam um exemplo de superação.

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget