domingo, 7 de junho de 2009

Um Tal de Dawkins...


Amigos, acabo de ler o livro do Richard Dawkins - Deus Um Delírio - The God Delusion. Confesso que num primeiro momento achava que iria me deparar com uma proposta de reflexão sob às coisas relacionadas a religião, fé e suas consequências na vida humana. Que nada! Este biólogo britânico de 68 anos vem com uma proposta audaciosa para abalar a fé de muitos leitores despreparados e pegos de surpreza. São aprox. 500 páginas de exemplos de situações onde a religião, da forma que conhecemos provoca e continua provocando um verdadeiro estrago. Se você se sente seguro em relação à sua religião, recomendo que leia; caso contrário é mais prudente adiar esta leitura por um tempo. Agora, se você é muito curioso vale o risco - eu recomendo!

Um comentário:

Wanderley Rangel disse...

Caro amigo Conde - o homem que queria ser feliz!
São oito horas, hoje o dia mostra-se opaco, assim meio fosco, sem cheiro e sons. Sentei-me à varanda com o laptop na esperança de encontrar alguma coisa boa e com brilho e, de certa forma, trazer o foco de mais esse dia que deu-me a natureza. Falo como um doente terminal, mas não estou nem me sinto assim. Reconheço que pode parecer que não. Nessa procura pela internet, vi algumas notícias, que são reprises de histórias e estórias já lidas, faladas, televisadas...não pude deixar de ler e rir um pouco com o mestre Suassuna. Um velho menestrel...então as cores começaram a aparecer...depois fui ler meus e-mails, então encontrei esse seu blog, que já tinha visto e visitado, mas nunca vasculhado alguns recantos como agora o fiz. Achei tudo muito bom...a coragem em tornar público as reflexões de suas leituras, seu vídeo...suas fotos....o depoimento aberto e franco de sua vida. Acho que quando lhe indiquei para ler o livro do R.Darkins, sabia que ser um impacto. Logo assim que você o terminou de ler, lembro-me de seu e-mail, que não difere muito aqui desse seu depoimento. Saiba que o Darkins, pra mim, falou tudo que eu pensava e penso, que "tudo" não vai além do que está na cabeça do animal homem e que Deus é mesmo um delírio. O Darkins tem outros livros que li e que também recomendo pra você, p.e., "O Maior Espetáculo da Terra", sendo mais voltado para a biologia e o estudo da evolução das espécies, analisando e comprovando àlus das novas tecnologias o legado deixado por Charles Darwin. Mas, o que mais interessa é que vejo que está tudo bem...a foto em "Saqua" mostra tudo, parabens! Encontou o que procuravas...as cores o brilho e o foco do dia.
Agora estou começando a ler um romance espanhol que se passa em Marrocos "O tempo entre costuras" - de Maria Dueñas (leia as resenha na Época dessa semana que acabou) e depois já vou voltar para filosofia com André Comte Sponvile (filósofo materialista francês).

Poverello de Assis

Oração de são franscisco



Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz !Onde houver ódio, que eu leve o amor, Onde houver ofensa, que eu leve o perdão, Onde houver discórdia, que eu leve a união, Onde houver dúvidas, que eu leve a fé, Onde houver erro, que eu leve a verdade, Onde houver desespero, que eu leve a esperançaOnde houver tristeza, que eu leve a alegria, Onde houver trevas, que eu leve a luz. Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar que ser amado, Pois é dando que se recebe é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a VIDA ETERNA !


Esta oração foi feita após o pedido de clemência do papa Inocêncio III "arrependido" pelas cruzadas e muito enfermo. Francisco, duvidando de seu arrependimento, fora chamado a atenção pelo Pai pedindo piedade ao agonizante. São Francisco atendeu o pedido, admitindo humildemente sua ignorância.

Às vezes nos limitamos a reclamar da vida - vejam um exemplo de superação.

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget