quinta-feira, 5 de julho de 2012

Facebook - Não Preciso Perguntar...


Às vezes eu fico pensando na inutilidade de algumas discussões. Faria aqui uma grande lista e enquadraria muitos temas nesta categoria – Inutilidade. Dias atrás li um artigo de certo professor universitário que se dizia totalmente avesso à ideia de ter um perfil no Facebook. Dava inúmeros motivos desde intelectuais passando pelos práticos e chegando até aos morais e religiosos. O mestre era categórico “não quero saber de Facebook”. Passados alguns dias daquela leitura eu me peguei a semana passada – vejam que absurdo! Fazendo pressão em um colega de trabalho porque ele ainda não tinha Facebook. Dizia: “Eu não acredito que você ainda não criou um perfil no face”. Ele como era de se esperar ficou com cara de tacho sem saber o que falar – por certo amigos, ele também estava se achando um ET por não ter Facebook. Hoje o meu amigo certamente ainda não tem face muito mais pela sua inabilidade com os caminhos e comandos dos sites de relacionamento do que por razões intelectuais ou morais. Deixando de lado meu amigo e o tal professor, confesso que tenho sim um perfil no Facebook.  Isso posto, você deve estar imaginado: Porque esse cara trouxe esta discussão para o seu Blog? Pois bem amigos se fizermos uma enquete sobre a real motivação das pessoas para ter Facebook iremos ouvir de tudo: “Tenho face porque todo mundo tem; porque acho chique, para fazer Networking diriam alguns, para arrumar alguém, para me manter atualizado, para saber da vida alheia diriam alguns mais sinceros, no face eu dou uma pulada de cerca de vez em quando diriam alguns espertinhos, para fazer marketing de mim mesmo”, enfim teríamos uma infinidade de respostas das mais razoáveis às mais bizarras possíveis. Queridos, se todo mundo tem seu motivo eu também tenho o meu. Isso mesmo meu motivo para ter Facebook. Pelo meu temperamento e por ser reservado não acumulei uma grande legião de amigos. Em sendo reservado ao extremo odeio sair por aí perguntado coisas... Para se ter uma ideia da dimensão desta minha mania, sou capaz de andar alguns quilômetros a mais por me recusar a sair por aí perguntando determinado endereço quando me perco...e assim por diante lá vou eu com a minha carranca. Amigos, o dia que me deparei com o Facebook descobri finalmente a solução para o meu “grande” problema. No face eu NÃO PRECISO PERGUNTAR. As pessoas dizem tudo ou quase tudo é só acessar e pronto fico sabendo de tudo que rola... Que maravilha... E não precisei deixar a carranca de lado para sorrir e perguntar. Amigos não sei se vou deixá-los chocados mas algumas vezes até sobre os meus fico sabendo antes no face e depois na vida real...inacreditável mas é a pura verdade. No face fico sabendo quem nasceu, quem morreu, quem tirou ou não tirou boas notas, quem sumiu, quem se perdeu, quem está com quem, quem perdeu a namorada e quem arrumou outra, onde as pessoas estão naquele momento e assim vamos nós...sabendo de tudo sem uma única pergunta...daí a minha grande admiração ao santo Mark Zuckerberg resolveu o problema dos carrancas do mundo inteiro. Viva o Facebook.

Nenhum comentário:

Poverello de Assis

Oração de são franscisco



Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz !Onde houver ódio, que eu leve o amor, Onde houver ofensa, que eu leve o perdão, Onde houver discórdia, que eu leve a união, Onde houver dúvidas, que eu leve a fé, Onde houver erro, que eu leve a verdade, Onde houver desespero, que eu leve a esperançaOnde houver tristeza, que eu leve a alegria, Onde houver trevas, que eu leve a luz. Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar que ser amado, Pois é dando que se recebe é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a VIDA ETERNA !


Esta oração foi feita após o pedido de clemência do papa Inocêncio III "arrependido" pelas cruzadas e muito enfermo. Francisco, duvidando de seu arrependimento, fora chamado a atenção pelo Pai pedindo piedade ao agonizante. São Francisco atendeu o pedido, admitindo humildemente sua ignorância.

Às vezes nos limitamos a reclamar da vida - vejam um exemplo de superação.

Loading...
Ocorreu um erro neste gadget